quinta-feira, 16 de julho de 2015

Procura-se inspiração



Preciso escrever uma crônica até a meia-noite e já são mais de onze horas.
Saibam que esta é corolário de uma aposta, porque sou muito pão-dura para desembolsar 2 reais - a realidade é decepcionante, eu sei, mas, ei, você que idealiza o modo como o vento sopra os preciosos segundos cheios de vida da humanidade, você mesmo que está sorrindo com o coração e tem alma demais para esse mundo desnutrido de sentimento, fique com a versão mais interessante dos fatos: sou demasiado generosa, uma vez que a literatura é inestimável; mesmo essa literatura arbitrária rasgada por motivos essencialmente tortos.
Quero registrar, com simpáticas unhas cor de rosa, que a adoração de ontem foi incrível e que estou muito animada acerca dos meus futuros crismandos e que comi chocolate demais hoje - além disso, tpm é a pior coisa, e sinta-se sortudo, se você é homem.
Encontro-me em um processo de engendrar ideias suficientemente boas para o livro que tento escrever pela centésima vez. Quero dizer, ideias excepcionais {suficientes não transbordam}.  
Espero que esse projeto sobreviva aos meus complexos perfeccionistas - é um quadro ridiculamente patológico. 
Palavras são centelhas de nós.
Estou treinando todos os dias durante essas férias, porém todas as noites escrever preenche demais a minha mente e sou compelida a diminuir meu tempo de sono, o que ocasiona atrasos e várias voltas na quadra.
Fico feliz de poder fazer coisas que eu amo, no entanto.
Amor também é sacrifício.
Mesmo essa literatura rachada por razões sinuosas.
Literatura é amor. É a minha forma inteira de amar. E cada sacrifício vale a pena em nome daquilo que há de mais especial no universo.   
Essa semana está repleta de aniversários. Descamação do endotélio é um oceano vermelho tortura e meu prazo estourou e dedico este texto ao meu mais novo melhor amigo. Pretendo ir ao sebo essa semana - pretendo ir com meu tercinho branco que eu finalmente achei.


Despertador - quinta-feira - 8:30.
Wish me luck.


2 comentários:

Beatriz Cabral disse...

Adorei o texto, escreves tão bem. Continue sempre com esses textos que estarei sempre aqui. <3

setembro-literario.blogspot.com

Luana Honorato disse...

Muito obrigada, Bia!
Tentarei<3 haha